Notícia

Atenas é Capital Europeia da Inovação 2018

A Comissão Europeia atribuiu a Atenas a designação de «Capital Europeia da Inovação 2018», bem como um prémio no valor de um milhão de euros.

Atenas (Grécia) é a vencedora do prémio «Capital Europeia da Inovação 2018», financiado pelo programa de investigação e inovação da UE «Horizonte 2020». As cidades que obtiveram o segundo lugar — Aarhus (Dinamarca), Hamburgo (Alemanha), Lovaina (Bélgica), Toulouse (França) e Umeå (Suécia) — receberam 100 000 euros cada uma. O dinheiro do prémio será utilizado para dinamizar as atividades locais no domínio da inovação e colaborar com outras cidades.

O Comissário Carlos Moedas, responsável pela Investigação, Ciência e Inovação, anunciou os resultados na «Web Summit», que está a decorrer em Lisboa, «As cidades são faróis de inovação. Funcionam como ímanes para o talento, o capital e as oportunidades. Com o prémio atribuído à Capital Europeia da Inovação, recompensamos as cidades que fazem um esforço suplementar para se transformarem de forma a testarem novas ideias e tecnologias e fazerem com que os seus cidadãos possam ser ouvidos».

O Comissário Carlos Moedas acrescentou ainda: «Atenas destaca-se como o exemplo do que uma cidade que enfrenta muitos desafios pode alcançar grandes resultados. Graças à inovação, Atenas encontrou novos objetivos, que lhe permitiram inverter a crise económica e social. O exemplo da Grécia demonstra que o que importa não são as dificuldades, mas sim a forma como as superamos.»

A cidade de Atenas atribui grande importância à inovação e à forma como esta pode ajudar as comunidades locais a mudarem e a abrirem-se ao mundo. Algumas das inovações promovidas incluem:

  • O projeto POLIS², que tem por objetivo revitalizar edifícios abandonados através da concessão de pequenas subvenções aos residentes, às pequenas empresas, às comunidades criativas e a outros grupos da sociedade civil e dar nova vida a todos os bairros de Atenas.
  • A renovação do mercado público de Kypseli, um edifício histórico com 90 anos, levada a cabo com o apoio ativo dos cidadãos de Atenas, que tem por objetivo criar um novo mercado de empreendedorismo social que acolha exposições, seminários, espetáculos de teatro e outras iniciativas.
  • Fazer do complexo Serafio, um parque infantil comunitário popular, um espaço que possa acolher toda uma série de iniciativas tais como a «Athens digital lab», a «Open schools» ou a «Athens culture net», e um espaço para eventos inovador, na sequência de uma decisão conjunta do município e da comunidade local.
  • A iniciativa «Curing the limbo», que dá aos refugiados e migrantes a possibilidade de estabelecerem contactos com outros residentes a fim de aprenderem a língua, desenvolverem novas competências, encontrarem oportunidades de emprego e empenharem-se numa cidadania ativa.
  • O Conselho digital, no âmbito do qual a cidade reuniu empresas e instituições de ensino a fim de oferecer ações de formação em literacia digital e tecnologia cívica, bem como promover inovações sustentáveis, como os ecopontos inteligentes.
  • A campanha «This is Athens» no âmbito da qual a cidade convidou voluntários a falarem sobre o presente e o passado de Atenas a parte do número recorde de 5 milhões de turistas que visitaram Atenas em 2017.

 

Contexto

O concurso para a atribuição do prémio Capital Europeia da Inovação 2018 foi lançado em fevereiro de 2018 e abrangeu cidades com mais de 100 000 habitantes dos Estados-Membros da UE e dos países associados à iniciativa Horizonte 2020. Concorreram vinte e seis cidades de dezasseis países. A seleção do vencedor e das cinco cidades que obtiveram o segundo lugar foi feita por um júri independente de alto nível, constituído por peritos de administrações locais, universidades, empresas e setor não lucrativo. Os critérios de atribuição - experimentação, promoção da participação, expansão e capacitação - examinam a forma como as cidades utilizam a inovação e as novas tecnologias para darem resposta aos desafios societais, fomentam uma vasta participação das comunidades locais nos seus processos de tomada de decisões e melhoram a vida dos seus cidadãos.

O primeiro concurso teve lugar em 2014. Os anteriores vencedores foram as cidades de Barcelona (2014), Amesterdão (2016) e Paris (2017). Os prémios são concedidos no quadro do Horizonte 2020, o atual programa-quadro da UE no domínio da investigação e da inovação, cujo orçamento se eleva a 77 mil milhões de euros para o período 2014-2020. A próxima edição do prémio «Capital Europeia da Inovação» deverá ser lançada no primeiro trimestre de 2019.

 

Para mais informações:

Prémios Capital Europeia da Inovação

Vídeos promocionais de cada finalista

Partilhar:
Voltar